sexta-feira, 13 de maio de 2011

CONFIAR NA SABEDORIA DAS MULHERES


"Os valores da feminilidade

Os deuses que adorei exigiam a Dança da Morte… Talvez às mulheres se devesse confiar a responsabilidade pelo mundo, porque elas são guiadas pela emoção e não pelo intelecto.

De quem são estas palavras? De algum tântrico, com nostalgia da sociedade matriarcal da civilização do Indo antes que os arianos bárbaros e incultos caíssem sobre o seu território, submetendo a terra a fogo e sangue e reduzindo os sobreviventes à escravidão? Não. Elas vêm de um “ariano”, representante dum regime patriarcal e totalitário, dedicado ao culto dos deuses da guerra que pedem a Dança da Morte. E que ainda estão bem vivos: estão presentes nos silos dos foguetes, prontos para entregar os seus mísseis ao domicílio em qualquer lugar do mundo, e nas hordas de blindados prontos para provocar uma nova Dança da Morte. Então, como evitar a falência total e a autodestruição, tanto da civilização quanto da humanidade? O autor indica: confiar às mulheres a responsabilidade pelo mundo! Utópico? Talvez?

Vamos aos factos: de quem são estas palavras? Segurem-se: de Adolf Eichmann, pessoalmente, em confissão escrita na prisão de Israel, enquanto esperava pelo enforcamento."

In Tantra, o Culto da Feminilidade, André Van Lysebeth

Imagem: Herman Smorenburg (The Shaman)

Um comentário:

Adelia Ester Maame Zimeo disse...

Luiza, quanta riqueza em conteúdo e imagens seu blog oferece! Por este motivo, há um mimo te esperando em meu blog. Beijos.