sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

APOIO AO HAITI


Uma tragédia de proporções gigantescas abateu-se na terça-feira sobre uma parte já tão fragilizada do mundo. Todos os dias vemos imagens de extrema desolação nos meios de comunicação, perante as quais se agudiza o nosso sentimento de impotência. Sim, acredito que o ser humano é muito mais luz do que sombra e que nestes momentos nos sentimos de facto membros de uma só família, a família humana, e que o nosso mais sincero desejo seria poder contribuir de alguma forma para que a vida retome o seu curso e para minorar o sofrimento daqueles nossos irmãos haitianos.

É sempre possível e desejável enviarmos as nossas orações (está provado que as orações são realmente muito eficazes), a nossa luz, a compaixão e o apoio sincero do nosso coração. Mas podemos também enviar alguma ajuda material, aquela que para nós for possível, através das ONG no terreno, como é o caso da AMI, fundada por esse ser magnífico que é o Dr. Fernando Nobre. Deixo aqui o NIB para a campanha do Haiti.



CAMPANHA DE EMERGÊNCIA HAITI

A AMI partiu no dia 14 de Janeiro para o Haiti com uma equipa exploratória de dois elementos, na sequência do terramoto que atingiu aquele país no dia 12 de Janeiro de 2010.

Os sobreviventes desta tragédia precisam da AMI e a AMI precisa de si.

Colabore nesta missão de emergência e ajude a AMI a reconstruir as vidas que ficaram destruídas.

Contribua para esta missão através do NIB: 0007 001 500 400 000 00672

Multibanco: Entidade 20909 Referência 909 909 909 em Pagamento de Serviços


http://www.ami.org.pt/default.asp?id=p1p8p354&l=1


Carta que Debbie Ford vai enviar ao povo do Haiti


“Aos nossos amados irmãos e irmãs do Haiti,

Os nossos corações sofrem por vós.

Para vós, que sofreis sem comida, água, cuidados médicos, um lugar para dormir ou um amigo para agarrar na vossa mão, nós oramos para que sejais salvos brevemente.

Para vós, os que estais presos dentro dos escombros sem ninguém para vos resgatar; para vós que procurais as vossas famílias e amigos, para os que estão sentados na rua ao lado de um parente morto, nós oramos para que sejam salvos em breve.

Queremos que saibam que nós nos importamos, que nós desejávamos ter os meios para poder ajudar-vos. Que nós gostávamos de poder estar mais próximos e fazer uma festa na vossa cabeça, ou levantar o betão para resgatar os vossos amados. Queremos que saibam que nós gostaríamos de poder andar para trás com o tempo e devolver-vos a vida que conhecíeis antes do devastador terramoto.

Não temos dúvida de que vocês se unirão e encontrarão a força e a coragem para se curarem e reconstruírem o vosso futuro. Mas até lá, queremos que saibam que nós vos apoiaremos e que, apesar de nunca nos termos visto e de não podermos verdadeiramente sentir a dimensão da vossa dor nem do vosso coração destroçado, nós oramos por vós noite e dia, pedindo que as nossas bênçãos se tornem nas vossas bênçãos.

Nós desejamo-vos a fé e a força para aguentarem mais um dia. A ajuda está a caminho e nós estamos todos aqui, amando-vos e em verdadeiro espanto pela dimensão da vossa coragem!”


Debbie Ford (tradução de Vera Faria Leal)


http://www.debbieford.com/ALoveLetterToHaiti

Nenhum comentário: