domingo, 1 de novembro de 2009

Ontem celebrámos o Samhain


"Ontem, 31 Out., celebrámos de uma forma magnífica o Samain, o início do ano celta. Sábios, os celtas sabiam que não se começa um prédio pelo topo e que o Ano Novo começa no útero da Terra, no profundo da nossa essência, e que todas as coisas tem que ser semente, antes de virem à manifestação. Assim, na lua cheia de Escorpião, celebrámos na mágica serra de Sintra os rituais do desapego dos velhos hábitos, relações, “filmes” e dependências, queimando os seus símbolos numa fogueira, anunciando os nossos votos de alquimia no círculo dos quatro elementos, com a benção da Mãe Divina. Atravessámos assim, simbolicamente, o portal de Escorpião, a morte do velho, dos medos, dos fantasmas e das ilusões, para adentrarmos mais à frente, na Luz do Sagitário, a Verdade que liberta. Ecuménica, poderosa e profunda, a cerimónia grupal renovou-nos e às nossas intenções de crescer em sabedoria, realização e Amor. Foi com esse foco que comemos as sementes da maçã, sementes do que queremos ver crescer na nossa vida, e que começará a mostrar as primeiras folhas na Primavera celta, comemorada no festival do Imbolc, a 1 Fevereiro. Nesta celebração do Samain, ainda recitámos poemas, cantámos orações ao Divino Feminino, consultámos oráculos aprendendo a escutar e a manifestar a nossa própria sabedoria interna, comemos sopa de abóbora, tartes, salada de nozes, strudel de maçã e romãs, e dançámos musica contemporânea, celta e flamenco-cigano.Foi um êxito!!

Se quiser participar do próximo Festival – o Imbolc, a 1 Fevereiro 2010, esteja atento!"

Texto de Vera Faria Leal


Não anunciei a realização deste maravilhoso evento (no qual participei enquanto elemento da equipa organizadora) no meu blog porque estávamos com vagas muito limitadas. Em futuros festivais da Roda do Ano, procuraremos um espaço que possa receber mais pessoas.


(Uma foto das Murtas enquanto não chegam as da Vanessa Oliveira...)

Nenhum comentário: