sexta-feira, 19 de junho de 2009

Ficar Preso ao Plano Físico


Uma mensagem de Jeshua canalizada por Pamela Kribbe em
Janeiro de 2009 (parte VI)

Ficar preso ao plano físico

Outra possibilidade é que a alma fique presa ao plano da Terra, principalmente aos entes queridos, por ter morrido repentinamente e muito jovem. Isto pode acontecer no caso de acidentes, desastres, ou quando a pessoa estava na flor da juventude. Estas são situações em que a alma não se sentia pronta nem preparada para a partida. A morte, nesses casos, é mais ou menos traumática. Há um apoio amoroso neste lado para essas almas traumatizadas, como sempre há. Mais cedo ou mais tarde a alma chegará a um estado de aceitação e entendimento da situação. Existe sempre um motivo para o que parece ser uma partida prematura do plano da Terra. Morrer nunca é um mero acaso.
À medida que a sua estadia do outro lado se estende, o seu espírito expande-se para níveis de consciência mais amplos e profundos. Desapega-se cada vez mais dos modos de pensar e sentir com os quais estava familiarizado na Terra. Basicamente, você volta gradualmente à essência de quem é, à sua alma, à centelha divina interior. Quanto mais entra – ou volta – a esse estado de consciência, mais se desliga da sua personalidade terrena e da dimensão da Terra. Passa a sentir um fluxo de ser que se estende para além desse aspecto seu. Consciencializa-se do espaço sem fronteiras que é a sua alma e das inúmeras experiências que acumulou na sua jornada através do universo.
A partir desse estágio, quando as pessoas da Terra se conectam consigo, elas sentem uma pessoa que adquiriu sabedoria e amor espiritual. Na verdade, ao aproximar-se mais do âmago da sua alma, você deixa o plano astral e entra naquilo que chamo de plano essencial, o reino da Essência. A maioria das pessoas permanece um bom tempo no plano astral, depois de morrer. Elas fazem uma revisão das suas vidas na Terra e reflectem sobre todas as experiências pelas quais passaram. No planto astral, pode experienciar tanto a alegria como a depressão, tanto as emoções positivas quanto as negativas. O ambiente ao seu redor espelha a sua realidade psicológica interna. As emoções que tem que trabalhar tomam a forma de cores, paisagens e encontros. Visitará os reinos astrais com frequência nos seus sonhos, por isso já está familiarizado com este campo de percepção. Quando os vossos livros esotéricos falam de muitas camadas ou esferas na vida após a morte, que se estendem da escuridão até a luz, estão se referindo ao plano astral.

Imagem: Alice Buis

Nenhum comentário: