terça-feira, 30 de junho de 2009

Como o deserto...


...Essa memória do éden assedia a nós todos
Essa flor do deserto, esse raro perfume...

in Desert Rose, by Sting

Existe um ensinamento antigo que se encontra no cerne do verdadeiro desenvolvimento espiritual: a fim de estarmos constantemente conectados com a Luz do Criador, temos que nos desenvolver e nos tornar como o deserto.

O deserto é um espaço aberto, sem dono, dentro do qual qualquer um pode fazer o que quiser. Este é o suposto nível até onde devemos desenvolver-nos.

Ser como o deserto significa que você não se importa com o que as pessoas lhe fazem, com o que as pessoas lhe dizem ou com o que elas não lhe fazem ou não lhe dizem. Significa ser livre no sentido mais profundo.

A nossa natureza é geralmente o oposto do deserto. Ficamos extrema e constantemente preocupados com o que os outros fazem, dizem ou até mesmo com o que pensam sobre nós.

Somos prisioneiros de quase todo a gente, porque as suas acções, palavras e pensamentos podem influenciar os nossos sentimentos e a nossa vida.

A fim de nos desenvolvermos espiritualmente, precisamos de trabalhar constantemente no sentido de ser como o deserto, sentindo-nos abertos e livres como o deserto.

Não se trata de um processo fácil, mas não só ele possibilita imensamente o nosso desenvolvimento espiritual, como também nos leva a um nível de equanimidade e paz que não pode ser alcançado de qualquer outra forma.

É um processo que demanda constante foco e esforço, mas cujo efeito espiritual e prático é imenso.

http://siriusmagna.blogspot.com/search/label/ser%20um%20deserto

Imagem: Google

2 comentários:

Adelia Ester disse...

Ser como o deserto é voltar a apenas Ser, sem os condicionamentos de quaiquer ordem que muitas vezes auxiliam na despersonalização. Luíza você faz uma seleção muito aprimorada do conteúdo de seu blog. Gosto muito! E este template é bem condizente com o teor do mesmo. Parabéns! Beijos.

Luíza Frazão disse...

Muito obrigada, Adélia.

Um abraço

Luíza