domingo, 22 de fevereiro de 2009

O Destino de Portugal Revela-se

Portugal é um dos epicentros de penetração directa de energia hierárquica de amor-sabedoria. A preparação para a verdadeira tarefa desta missão foi feita através do facto de Portugal ser, como um todo, regido pelo 6º Raio, a energia da devoção ardente que é uma energia que implica dois pólos: eu, o devoto e ele, o objecto de devoção.

Portugal teve direito a um objecto de devoção especial com o factor 13 de Maio e Virgem de Fátima, ou seja, o catalisador deste raio foi acelerado em 1917 que é para ficar muito claro em termos colectivos a natureza de 6º Raio deste povo.

Portugal está a passar de uma sensibilidade de devoção, no qual o povo todo se vira para um objecto de devoção, geralmente administrado por uma religião externa, para um processo de 2º Raio, no qual o iato entre devoto e objecto de devoção é preenchido pelo factor amor-sabedoria. Estas duas polaridades do processo devocional de 6º Raio, são eliminadas pela fusão dentro de nós desses dois pólos. Tu passas a ser o objecto da tua própria devoção enquanto centelha divina . A necessidade de um suporte exterior para a energia circular, é gradualmente eliminado e emerge a unidade, e a principal emanação da unidade, é esta vibração desconhecida, longínqua, e que apenas começámos a tocar, que é a vibração da auto reverência. Todos nós estamos passando rapidamente de um processo de ausência de auto estima para auto estima e uma vez aqui chegados, passar para auto reverência. Enquanto estamos no nível de auto estima, estamos olhando para nós e curando as nossas feridas ancestrais, mas esse não é o processo de revelação da missão da entidade à qual estamos ligados, para isso precisamos passar para a auto reverência (reverência pela vida que pulsa em nós). Portugal vai fazer isto não na escala microcósmica, mas na macrocósmica. Existe uma entidade cósmica (entidade cósmica é aquela que não evolui em planetas, não tem a ver com sistemas evolutivos e está ligada ao carma cósmico e não mais ao carma planetário), uma estrela de visão, penetração de realidade e poder, e que é também um hipercoração central. O que quer que vem aí, é uma emanação do centro do Universo e não uma visita secundária.
Continua em:
http://www.comunidade-espiritual.com/blog.php?sub_section=view&id=11579