domingo, 29 de junho de 2008

Uma Só Alma

Sofreste em excesso
por tua ignorância,
carregaste teus trapos

para um lado e para o outro,

agora fica aqui.

Na verdade, somos uma só alma, tu e eu.
Mostramo-nos e escondemo-nos tu em mim, eu em ti.
Eis aqui o sentido profundo da minha relação contigo,
Porque não existe, entre tu e eu, nem eu, nem tu.

Mawlānā Jalāl-ad-Dīn Muhammad Rūmī (Séc. XIII)