sexta-feira, 23 de maio de 2008

Onde se reúnem as mulheres portuguesas?


Desabafo lido no blogue MULHERES & DEUSAS que nos dá que pensar:


"Onde se reúnem as mulheres em Portugal, Rosa? Pq vivo em Portugal mas não sei de nenhum encontro feminino, além desse que vc anuncia em Cascais...Será que as mulheres portuguesas realmente não estão voltadas para a Deusa... qdo falo com minhas amigas sobre essas coisas, parece que estou falando um idioma extraterrestre... sinceramente, gostaria de me reunir com outras mulheres e poder falar de tudo isso, me sinto tão sozinha, já não aguento mais internet, televisão, lojas, modas, revistas, shoppings, cafés, nada disso... Mas não sei onde ir, ou como me comunicar com as mulheres interessadas nos assuntos sobre as mulheres e as deusas...serei eu a única desconectada?ou será o mundo anestesiado...parece um pouco o livro da cegueira do famoso escritor nobel português..."

.........................................................................................................................................................................

“Círculos de Mulheres podem ser vistos como um movimento evolucionário e revolucionário que está escondido por trás de uma imagem aparente: parece ser apenas um grupo de mulheres reunidas, mas cada mulher e cada Círculo está contribuindo para algo muito maior.”
(Jean Shinoda Bolen em O Milionésimo Círculo)


“Estar num círculo é uma experiência de aprendizagem e crescimento que aglutina a sabedoria e a experiência, o compromisso e a coragem de cada mulher que o compõe".

“O Trabalho num Círculo de Mulheres pretende ser uma oportunidade para reafirmação do Eu, focando qualidades especiais que afloram a feminilidade, a sensualidade, a auto-estima e a espiritualidade.”

"Produzimos juntas uma alquimia que transforma e purifica, mostrando lentamente o nosso verdadeiro ser e a nossa função sagrada feminina. Nesse efeito de irradiação, nós mulheres vamos transformando as nossas vidas, as relações e o mundo, respeitando a nossa força feminina e sintonizadas com a sua forma acolhedora, fertilizadora, cíclica e receptiva de ser". (Nana Calado)


http://espacoanima.com/site/index.php?option=com_content&task=view&id=236&Itemid=62