sábado, 3 de maio de 2008

O CULTO DA VIDA


"É tempo de deixar de parte o conceito de sagrado associado às religiões e sim olhar o Sagrado da Vida em si mesma, da Natureza, dos elementos e do Cosmos e olhar a pessoa humana como um todo!
Basta de preconceitos religiosos dogmáticos e fanáticos que dissociam a natureza sagrada de tudo o que é vivo para eleger um deus morto e cruzificado pela estupidez dos homens...
Basta de culto e medo da morte...

Saudemos a vida e tudo o que respira como manifestação da Deusa e da Terra. Saudemos Gaia no seu processo de renovação em cada estação e os seus ciclos de vida e mortes sucessivas...rlp"

Mulheres & Deusas
_____________________________________________________________

Como seria o nosso mundo se todo o zelo e todo o fervor aplicados no culto a um deus morto, exangue, pendurado numa cruz, tivesse sido aplicado na preservação do Rio, da Nascente, da Montanha, da Floresta e de todas as formas de Vida?

Hoje fiz um piquenique no campo, à beira de um riacho límpido - o que, infelizmente não garante que não esteja poluído de alguma forma... Estes locais são já tão raros, tão frágeis, tão expostos ao saque - mil vezes mais grave que os que possam sofrer todos os tesouros acumulados por todas as igrejas do mundo...
A construção avança, máquinas imponentes desbravam tudo em redor, e sentimos que é por mero acaso que ainda corre ali aquela água, que no entanto é mais que tudo SAGRADA...

Que bom seria olharmos para estes locais como TEMPLOS PRECIOSOS, daqueles que nenhuma mão humana poderá jamais edificar; olhar para eles como partes vivas do Planeta, que é o mesmo que dizer partes vivas de nós mesmos...

Um templo destruído ou saqueado pode sempre ser restaurado, mas a um Rio quem o ressuscita?


Imagem: meuslivros.weblog.com.pt

Nenhum comentário: