quarta-feira, 30 de abril de 2008

Sete Pilares da Masculinidade


"É preciso a ajuda de muitos homens para tornar um rapaz num homem. A escola não o faz. Ver televisão também não. A mamã por mais que se esforce não o consegue fazer por si própria. Os rapazes precisam de exposição a modelos saudáveis masculinos para crescerem saudáveis e saberem viver a sua masculinidade em adultos. Esta necessidade de modelos saudáveis masculinos não termina na adolescência, continua na idade adulta, mesmo na meia-idade. Se esta necessidade é suprida, a vida torna-se muito mais suportável, segura, interessante e amistosa. A sensação de luta solitária e de iminente fracasso é substituída por uma experiência da vida como uma viagem apoiada em direcção à mestria de ser homem.

Se as suas necessidades de desenvolvimento não foram satisfeitas na infância e na adolescência é muito provável que você não tenha consciência disso. Até crianças que cresceram em famílias mais bizarras assumem que a sua vida é normal. Você só começa a suspeitar que algo está mal quando a sua vida começa a “descarrilar”. Isto é o que acontece à maior parte dos homens hoje em dia. Alguns dos sinais indicadores disto são os problemas com os quais são confrontados e que servem de alerta para as profundas falhas no seu ser. Este problemas têm a ver com problemas de saúde, com o casamento, com o facto de assumirem serem pais, com a capacidade de fazer amigos, com o fracasso no trabalho, etc. Enquanto jovens adultos agimos com confiança excessiva, vaidosa e alegre, mas à medida que a pressão da vida começa a acumular-se e a tornar-se insuportável, as nossas deficiências começam a tornar-se mais óbvias. A desconcertante performance dos nossos líderes masculinos, a todos os níveis da sociedade, é um sintoma deste problema. Um líder masculino vai beber a sua experiência aos excepcionais cuidados paternos que teve. Ele é o “pai” para uma equipa, para uma empresa ou até para um país.

Na natureza, todo o desenvolvimento segue uma sequência pré estabelecida. No caso específico do desenvolvimento masculino esta sequência foi esquecida e o processo foi deixado muito ao acaso. Se olharmos para culturas mais antigas, vemos um esforço imenso e focalizado para cuidar do crescimento dos rapazes – rituais, aprendizagens e processos que só muito superficialmente têm equivalente na nossa cultura. Robert Bly e outros identificaram sete pilares essenciais para o desenvolvimento da masculinidade, que veremos mais à frente. O objectivo não é só ser bem “ajustado”, mas algo com mais valor – ter uma vida gloriosa. Os caçadores sioux, o guerreiro zulu, o ancião aborígene e o artífice medieval viveram vidas gloriosas, cuidaram dos seus e protegeram os seus e seu mundo. Por que não o homem moderno?

Um com o Pai

O seu pai é a linha de contacto com a sua masculinidade. Assim, problemas não resolvidos com ele vão afectar o modo como você vai viver a sua masculinidade, pois ele foi e é, consciente ou inconscientemente para si, o seu modelo, seja esse modelo negativo ou positivo. Uma possível direcção a seguir é o de trabalhar no sentido de clarificar e resolver a relação existente entre você e ele. Será muito difícil para si continuar com sucesso a sua vida até que o compreenda, perdoá-lo e, de algum modo , chegar a respeitá-lo. Isto pode ser feito através de uma conversa com ele, se está vivo, ou na sua mente, se ele já faleceu.

Sexualidade Sagrada

É importante não só aprender a estar confortável com a sua própria sexualidade, que já é um passo muito importante em si, mas ir além disso, e aprender como sentir-se transformado e realizado através da sua própria sexualidade. A sexualidade poderá ser vivida por si como uma parte baixa e obsessiva da sua vida ou como uma fonte sagrada de poder e bem-estar. Não há ponto médio. O primeiro passo é reposicionar a sua energia sexual em si próprio, em vez de a “dar” às mulheres. Depois é preciso aprender a arte da “caça” – o papel específico que um homem deve assumir na “dança” entre homem e mulher.

Encontrar uma Parceira em Termos Iguais

Todos podem arranjar uma parceira, o problema é manter essa parceira. Para fazer isto é necessário aprender a encontrar a sua parceira como um ser diferente mas igual. Isto significa respeitá-la mas também respeitar-se a si próprio. De modo a ter uma relação duradoura e com sucesso, terá por vezes de discutir ferozmente e fazê-lo de um modo seguro e focalizado para que os problemas sejam resolvidos. Nos actuais casamentos modernos, em geral, as mulheres abandonam homens demasiado “moles” e homens demasiado “durões” afastam rapidamente mulheres que se auto-respeitam. O homem moderno deve aprender a comunicar rapidamente.

Tempo de Qualidade com os Filhos

Não é possível ser-se pai à distância, por intermédio de outra pessoa, por detrás de um jornal, olhando para a TV ou deixando tudo ao cuidado da sua parceira – porque uma mulher não possui todos as valências necessárias para tal. É preciso encontrar o equilíbrio certo para os seus filhos entre ser “duro” e “suave”. Isto é especialmente importante para os rapazes. Eles irão precisar de muitas horas por dia dos seus cuidados, se é para progredirem no sentido da sua masculinidade. As filhas também dependem do pai para uma larga fatia da sua auto-estima.

Aprender a ter Verdadeiros Amigos Homens

Você precisa de ter apoio emocional de outros homens e descobrir como completar a sua própria iniciação na masculinidade. Deve também encontrar maneira de dar isto aos seus próprios filhos adolescentes. Todos os homens necessitam da ajuda de outros homens para completar algumas transições na sua vida, assim como para ter uma vida com calor humano e descontraída.

Satisfação no Trabalho

Empreenda esforços para encontrar um trabalho ou profissão em que acredite. Isto para que o seu tempo e a energia da sua vida sejam gastos na direcção do seu coração ou motivação. Não é suficiente só encontrar um ganha-pão. O verdadeiro trabalho dos homens é de apoiar e proteger a vida, de ajudar a construir um mundo melhor. Se não acredita no seu trabalho, então a suas contradições internas podem começar a matá-lo aos poucos, dia após dia. Isto é muito importante.

Liberte o seu Espírito Selvagem

O deus dos homens não se encontra nos subúrbios ou nas torres de escritórios. A estabilidade interior não é conseguida através das conquistas, realizações profissionais ou de bens que possui. Precisa de encontrar uma base espiritual para a sua vida interior que seja especificamente masculina e baseada na natureza, que o ligue ao planeta no qual vive. À medida que envelhece esta ligação será a sua fonte de força e harmonia, libertando-o do medo e das dependências nos outros.

Traduzido e adaptado por Jaime Graça a partir de - Biddulph, S., “Manhood”, Hawthorn Press, Gloucestershire, 2003.

Imagem: Google