quinta-feira, 6 de setembro de 2007

MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS


"Sensação de vazio, fadiga, medo, depressão, bloqueio e falta de criatividade são sintomas cada vez mais frequentes entre as mulheres de hoje, assoberbadas com a acumulação de funções domésticas e profissionais. Este problema, segundo a psicóloga Clarissa Pinkola Estés, não é, porém recente: apareceu com o desenvolvimento de uma cultura que transformou a mulher numa espécie de animal doméstico.

Através da interpretação de dezanove lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, O Patinho Feio ou Sapatinhos Vermelhos, a autora identifica o arquétipo da Mulher Selvagem - ou a essência da alma feminina, a sua psique instintiva mais profunda - e propõe o resgate desse passado longínquo como forma de atingir a verdadeira libertação.
Técnicas de psicologia junguiana e algumas formas de expressão artística ligadas ao corpo podem ajudar na tarefa, mas a compreensão da natureza dessa mulher selvagem, com todas as características de uma loba, é uma prática para ser exercida ao longo de toda a vida."
Texto de apresentação do livro:
  • MULHERES QUE CORREM COM OS LOBOS - Mitos e Lendas da Mulher Selvagem, Clarissa Pinkola Estés, Rocco (para ler, click sobre a imagem)

Imagens: Google