quarta-feira, 18 de julho de 2007

Pequenas listas de coisas


Encontrei num número da minha colecção de exemplares da Revista Xis, que já não se publica, este editorial de Laurinda Alves que me pareceu interessante como sugestão de férias.

"Fazer listas ou pequenos enunciados de propósitos é uma tendência comum e universal. Não há ninguém que não faça listas de coisas que quer fazer ou de compromissos que tem forçosamente que cumprir. Nesta altura do ano acontece frequentemente estarmos mais disponíveis para olhar para a frente com um certo alcance e método e, por isso mesmo, esta é uma altura de fazer pequenas listas de coisas. Não falo das obrigatórias mas de outras que, por serem mais íntimas, são mais transformadoras e nos podem levar mais longe. Falo de listas que nos permitem conhecer melhor os nossos recursos interiores, os nossos pontos fracos e fortes. Falo de pequenos enunciados prospectivos que nos ajudam a concentrar mais nos nossos projectos e, de alguma forma, exprimem os nossos desejos mais profundos.
Imagino que os mais cépticos não se entreguem facilmente a esta espécie de jogo mas, ainda assim, atrevo-me a sugerir algumas pistas de reflexão.
Os grandes especialistas em comportamento da actualidade são unânimes em considerar que a felicidade também é um acto de consciência. Ou seja, é a consciência do bem-estar num certo momento ou em determinada fase da vida que o transforma em felicidade. Por outro lado, a memória de tudo aquilo que nos faz felizes também multiplica a nossa felicidade. Nesta lógica, vale a pena fazer algumas listas. Nem que seja para perceber que, afinal, temos muito mais do que achamos que temos.
Os especialistas aconselham algumas listas que passo a transcrever, com uma breve nota sobre cada uma delas.
1. Todos os momentos felizes que vivi ao longo deste ano.
Porque nem sempre temos tempo ou distância suficiente para digerir tudo aquilo que vivemos e vale a pena fazê-lo.
2. Todas as pessoas de quem gosto muito e que gostam muito de mim.
Esta lista é especialmente importante para os dias de solidão e tristeza em que nos afundamos em sentimentos negativos.
3. Aquilo de que mais gosto naqueles que são importantes para mim.
As qualidades que reconhecemos nos outros muitas vezes devolvem as nossas próprias qualidades ou a nossa aspiração a melhorar certos aspectos da nossa personalidade.
4. As pequenas imperfeições que encontro naqueles de quem gosto.
Implica um sentido de observação, muita verdade e, também, aceitação. Ajuda a perceber as nossas imperfeições e a aceitá-las.
5. O que eu levo de positivo às relações com os outros.
Apesar das nossas imperfeições e defeitos, todos damos qualquer coisa especial aos outros. Importa identificar o quê.
6. Tudo aquilo que gostava de agradecer.
A gratidão é um sentimento poderoso e transformador. Potencia a felicidade na medida em que também é uma atitude positiva e regeneradora. Evita as ruminações e os sentimentos depressivos.
7. Todos os desafios que venci ao longo do ano.
Sem fazer comparações com os outros, sem falsas modéstias e, acima de tudo, com realismo e objectividade. Esta lista surpreende-nos sempre.
8. Os erros que não posso voltar a cometer.
Os falhanços são excelentes lições na medida em que mostram os caminhos que não devemos seguir e os comportamentos que devemos evitar. Essencial, portanto.
9. As coisas que me dão um prazer imediato no dia-a-dia.
Em todos os campos, pessoal, profissional, mais íntimo e menos íntimo. O prazer imediato traz uma grande sensação de leveza e de vitalidade. Podem ser prazeres contemplativos, também.
10. As coisas que me provocam mais stresse no dia-a-dia.
Para manter uma atitude positiva é importante conhecer os nossos "inimigos". Identificar os motivos do stresse ajuda incrivelmente a reduzi-los ou atenuá-los.
A possibilidade de fazer listas é interminável e cada um encontrará aquilo que mais convém às suas necessidades ou se adapta às suas circunstâncias. O importante é ser muito objectivo e verdadeiro. Por outras palavras: não fazer batota. Só assim as listas de projectos poderão ser cumpridas e os sonhos realizados."
Imagem: alfazenite.blogspot.com

Um comentário:

Chat Gris disse...

Querida Luísa, bem-vinda à blogosfera! Seremos visitas frequentes. Obrigada por ter passado pelo meu blog, a C. agradece e eu...adoro que olhem para mim! E a Bia? Miauuuuu para as duas.